Conto de todos os cantos: Thaynara Suelen


Apresentação de Thaynara com o Grupo Hora do Conto. Créditos: arquivo pessoal

Nascida e criada na cidade de Entre Rios de Minas/MG, Thaynara acredita que a arte tem o poder de mudar a percepção das pessoas sobre o mundo ao redor. Integrante do coletivo Hora do Conto desde 2019, ela escreve e apresenta poesias autorais.


Frequentadora da Biblioteca Municipal Prof. Luiz Balbino, conheceu o grupo através da bibliotecária da instituição. E, apesar de se considerar uma pessoa tímida, a estudante de Ciências Biológicas decidiu ultrapassar as barreiras da timidez para unir-se a outros artistas, atitude da qual tem muito orgulho.


Confira a entrevista feita pela arte-educadora Elis Ferreira, responsável pelo Projeto Arte Por Toda Parte de Entre Rios, e conheça um pouco mais sobre Thaynara. Leia abaixo!


Integrantes do Hora do Conto reunidos na Secretaria de Cultura de Entre Rios. Créditos: arquivo pessoal

Qual atividade cultural você realiza e há quanto tempo?

Participo do Hora do Conto, grupo que reúne artistas amadores. Nós buscamos divulgar e fazer arte. Realizamos diversas atividades, como leitura de poesias, música, teatro, histórias... E eu contribuo escrevendo e apresentando poesias, desde 2019.


Comente como você começou nesta atividade.

Conheci o grupo através da Biblioteca Municipal de Entre Rios, pois sempre busquei livros lá. Então, um dia a bibliotecária de lá, Tânia, me convidou para assistir uma apresentação do Hora. E foi aí que comecei a me interessar e conhecer meus colegas de grupo. Sempre assistia as apresentações, até que um dia resolvi pedir pra participar e fui super bem recebida.


Acredito que a poesia e a arte são capazes de mudar a nossa percepção do mundo e de nos tornar pessoas mais humanas.

Há alguma curiosidade ou fato marcante na sua trajetória que gostaria de contar?

Uma curiosidade é que eu sou uma pessoa extremamente tímida, principalmente com pessoas que conheço pouco. Fazer parte desse grupo foi um desafio pra mim, pois sempre tive vergonha de fazer apresentações em público. Senti que, depois que entrei para o Hora do Conto, melhorei um pouco minha timidez. E mesmo ainda sentindo vergonha, continuo querendo mostrar minha arte.


Como você se sente ao realizar sua arte?

Me sinto muito feliz, gosto de mostrar minha arte, mesmo que ainda não seja algo profissional.


Saudades do Início


Quanta saudade sinto do início

Do início da infância

Do início da juventude

Do início da paixão

Saudades da época do entusiasmo

Onde tudo era novo e poético

Onde o encanto pelo novo transbordava

Onde o primeiro beijo era mágico

Onde o primeiro encontro era venerado

As mazelas da vida tiram um pouco o encanto

O adultecer traz suas desvantagens

E quando o que mais queríamos era crescer

Hoje o que mais queremos era voltar a sentir o brilho das coisas

Voltar a ter a curiosidade e o entusiasmo da novidade.



Acompanhe Thaynara através do Instagram: @thaynara_suelen20

O Conto de todos os cantos sobre Entre Rios de Minas é patrocinado pela Vallourec via Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo de Entre Rios e Lei de Incentivo à Cultura.

106 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo