• teatrodapedramg

Arte Por Toda Parte apresenta: Iraty Boelsums

Atualizado: Jul 16


Retrato da cantora Iraty Boelsums com os olhos fechados e sorrindo.
Iraty Boelsums, cantora de Entre Rios de Minas/MG. Créditos: arquivo pessoal

Natural de Conselheiro Lafaiete/MG, a cantora Iraty Boelsums se mudou com a família para o município de Entre Rios de Minas ainda recém-nascida, onde vive até os dias de hoje. Apaixonada pela sua profissão, ela afirma que canta desde que se entende enquanto sujeito no mundo.


O meu canto é a minha reza, é minha conexão com os deuses e, ao mesmo tempo, com a humanidade.

A artista e professora trabalha na área desde os 13 anos e já possui 20 anos de carreira nos palcos. Atualmente, desenvolve um projeto de “violoz” — violão e voz — com seu marido Pedro, chamado Pedriraty.


A partir da entrevista realizada pela atriz e educadora Elis Ferreira (Teatro da Pedra), é possível conhecer um pouco mais sobre Iraty e compreender a sua relação com o canto. Confira abaixo!



Há quanto tempo você atua como cantora?

Canto desde que me entendo sujeito nesse mundo, mas comecei a trabalhar com isso com 13 anos. Meu pai é músico e comecei a cantar para acompanhá-lo nas rodas de violão na nossa casa e na casa de amigos. Com o tempo, passei a acompanhá-lo também em shows e festivais.


Existe alguma curiosidade que ocorreu na sua trajetória e que gostaria de compartilhar?

Acho que a vida de artista é marcada por imprevisibilidades, né? Enquanto cantora, já passei por algumas situações que hoje dou risada, mas que na época foram complicadas ou constrangedoras. Por exemplo, já tive shows em que não havia ninguém na plateia, apenas eu e meu pai tocando para a dona do estabelecimento.


Também teve um show num Carnaval de Madre de Deus/MG em que caiu um dilúvio e a gente precisava cumprir o contrato. Então, tocamos para ninguém no meio de um temporal e, assim que o nosso show acabou, a chuva passou e a cidade começou a encher... Sempre há esses casos que são engraçados hoje em dia, mas que na época fizeram a gente passar um pouquinho de raiva.


A artista Iraty Boelsums cantando em um palco, acompanhada de uma banda e utilizando uma roupa colorida.
Apresentação da cantora Iraty Boelsums. Créditos: arquivo pessoal

E fatos marcantes?

Sobre fatos que são inesquecíveis, posso citar os festivais da canção. Recordo com muita força de todos que participei com meu pai, em vários cantos do estado. E até hoje, sou muito grata por esses encontros, porque os festivais da canção são um movimento muito diferente dos shows, assim como as relações construídas dentro deles.


Ao mesmo tempo que é uma competição, cria-se uma coisa muito fraterna dos festivaleiros. Você se encontra sempre com as mesmas pessoas. Então, existe uma amizade, um laço afetivo para além do concurso... Os festivais sempre me marcaram muito.


Como você se sente ao realizar sua arte?

Acho que o meu canto é minha reza, é minha conexão com os deuses e, ao mesmo tempo, com a humanidade.


Para acompanhar os trabalhos da artista, siga o seu perfil no Instagram: @iratyboelsums.



Posts recentes

Ver tudo